Google+

HTTP/2, a primeira grande mudança do HTTP em 16 anos

HTTP/2, a primeira grande mudança do HTTP em 16 anos, está finalizada

De acordo com Mark Nottingham, presidente do Grupo HTTP/IETF que administra a normatização do protoclo HTTP, o padrão foi concluído hoje e será encaminhado para o Editor RFC onde passará por processos editoriais antes de ser publicado definitivamente como um padrão.

O HTTP/2, a próxima grande versão do Protocolo de Transferência de Hipertexto, e é uma grande evolução e  marca a maior mudança desde 1999, quando foi adotado o HTTP 1.1. 

A nova norma traz uma série de benefícios para uma das principais tecnologias da Web, como carregamento mais rápido de páginas, conexões mais estáveis, e maior poder de requisição junto ao servidor.

O HTTP/2 usa as mesmas APIs HTTP com as quais os desenvolvedores já estão familiarizados, ao mesmo tempo em que oferece uma série de novos recursos que os mesmos poderão adotar.

Uma mudança notável é que as solicitações HTTP serão mais rápidas. Umas das grandes 'reclamações' da comunidade Web é de que os desenvolvedores precisam evitar a implementação de muitas solicitações HTTP em suas páginas, tendo que recorrer a técnicas pouco recomendadas em se tratando de SEO, como a adição de código inline para reduzir o número de solicitações ao servidor.

Com o HTTP/2, um novo recurso de multiplexação permite que muitas solicitações sejam entregues ao mesmo tempo, de modo que o carregamento da página não seja prejudicado.

A quantidade de conexões será significativamente reduzida, resultando em menor carga para servidores e redes. Nottingham publicou em seu blog uma série de outras melhorias que também serão adicionadas ao novo padrão.

O novo padrão HTTP foi baseado no protocolo SPDY da Google, que é usado atualmente para manipular o tráfego visando ajudar a melhorar a latência e segurança, proporcionando menores tempos de carregamento de páginas.

A Google também já anunciou, a poucos dias, que planeja adotar o novo protocolo HTTP/2 em seu navegador. Os desenvolvedores que desejem testar o HTTP/2 antes que se torne oficial já podem fazê-lo no Firefox e Chrome, juntamente com servidores de download, para que possam testar as melhorias. Você pode encontrar mais informações no HTTP/2 FAQ.

Esperamos um período relativamente curto antes que a norma seja repassada através do Editor RFC e publicada para uso em sua forma final.

 

Gostou desse artigo? Compartilhe!

Topo