Google+

Como definir o público de uma loja virtual

Como definir o público-alvo de um loja virtual

Saber identificar o público alvo de uma loja virtual é um fator importantíssimo para o sucesso de seu empreendimento,  se você acertar neste quesito, suas chances de emplacar um e-commerce de sucesso aumentam exponencialmente. 

Escolha ideal para quem está começando um novo negócio.

1- Expertise

Você precisa ter um amplo conhecimento do mercado onde pretende atuar. Procure fazer uma verdadeira varredura neste mercado, quantos são os seus concorrentes, diretos e indiretos, onde eles estão localizados, isso poderá lhe fornecer dados sobre alguma vantagem competitiva sua, ou deles, se você está mais próximo de seus clientes em potencial a vantagem é sua, do contrário... Saber o perfil de seus futuros clientes passa por determinar a idade, sexo, profissão, poder aquisitivo, quanto maior for a gama de informação que você tiver melhor. Ter uma boa noção do potencial de crescimento do setor onde você pretende atuar também é muito importante.

2- Escolha seu nicho de mercado

Para quem não tem muito dinheiro para investir é essencial estabelecer uma estratégia de segmentação, desta maneira ficará bem mais fácil atingir seus consumidores, o ideal é identificar um nicho específico de pessoas e suas necessidades de consumo. Utilize a 'tática' dos pinos de boliche, onde você procura derrubar um de cada vez, ao invés de fazer um 'strike' logo de cara, a medida em que você vai dominando pequenos nichos de mercado, pode ampliar sua área de atuação para outros nichos próximos.

3- 'Mix' de produtos

Na hora de escolher o que vender em sua loja tenha cuidado para focar única e exclusivamente em seu cliente e suas necessidades, não deixe que suas preferencias pessoais interfiram nesta tarefa, lembre-se sempre, o foco é no cliente e no que ELE quer comprar. A elaboração do 'mix' de produtos de uma loja virtual fica bem mais fácil depois que você já identificou devidamente o perfil de seus potenciais clientes (passo 2), então faça a lição de casa antes e siga os passos na sequência correta para que tudo se encaixe perfeitamente no final.


 

4- O marketing do negócio

Qualquer loja virtual que tenha mínimas pretensões de ter sucesso precisa investir em torno de 15 a 20% de seu faturamento em campanhas de marketing na internet, agora preste atenção nesta parte, INVESTIR NA INTERNET, já vi empreendedores pagarem para produzir lojas virtuais bacanas mas que simplesmente não vendiam, e a razão disso?

Eles literalmente 'esqueciam' da parte mais importante do negócio, a propaganda e alguns até mesmo cometiam a insanidade de tentar fazer uma divulgação do negócio usando panfletos, faixas, anúncios em revistas locais  (sem comentários...).

Se você tem um negócio on-line sua propaganda DEVE obrigatoriamente ser feita ON-LINE, e isso tem a haver com a própria mecânica do processo, uma coisa é o seu cliente ver um anúncio da sua loja virtual nas páginas de uma revista, ele pode até mesmo ficar interessado pelo seu produto, mas não há como ele ir imediatamente para sua loja e comprar, é impossível, agora se ele se deparar com uma banner seu enquanto está navegando na internet é uma situação completamente diferente, por que desta vez ele está a apenas UM clique da sua loja, um clique de comprar de você. Resumindo esqueça a mídia off-line se seu negócio é on-line.

5- O relacionamento com os clientes

Não basta apenas ter uma boa propaganda e atrair novos clientes todos os dias para o seu e-commerce, é preciso estabelecer um relacionamento duradouro com sua base de clientes e se você realmente está interessado em aumentar os índices de lucratividade do seu negócio saiba que é muito mais barato fazer com que seus clientes atuais comprem repetidamente da sua empresa do que ficar fazendo campanhas e mais campanhas de marketing para trazer milhares de clientes novos todos os meses.

Nesse ponto é que entra o processo de automação de marketing onde você pode programar um sistema inteligente que poderá não apenas manter contato frequente com seus clientes atuais como também automatizar o processo de relacionamento com aquelas pessoas que apenas visitaram sua loja mas por algum motivo não compraram o seu produto.

E para tornar isso possível você precisa implantar duas ferramentas no seu departamento de marketing, uma delas é o que chamamos de inbound-marketing que consiste na criação de informação relacionada aos produtos que são vendidos na loja e que podem atrair o público-alvo que está pensando em comprar um determinado produto e por isso está em busca justamente de informação mais aprofundada sobre ele.

A outra ferramenta é um sistema/software que fará o gerenciamento de mensagens que serão enviadas para esse público 'flutuante' que está conhecendo a loja agora e embora ainda não tenha comprado nada ainda, já está consumindo a informação que você disponibiliza no blog sobre os produtos vendidos. Existem algumas ótimas ferramentas no mercado para fazer este tipo de automação e uma delas que utilizamos e recomendamos é o LeadLovers - clique aqui para saber mais - um sistema online que permite a captação e gerenciamento de dados como nomes e emails de visitantes que ainda não compraram nenhum produto mas que já entraram no sistema através de uma estratégia de marketing de conteúdo implantada na loja.

6- Cumpra o prometido e fidelize seus clientes 

Atenção ao pós-venda, esta é uma das fazes mais importantes do processo de venda, muitas lojas cometem o pecado mortal de atrasarem as entregas, se sua loja tem a política de entregar os produtos em 15 dias em tempos 'normais', quando a demanda é baixa ou esta na média projetada para a sua capacidade de atendimento, comece a pensar se não seria interessante ampliar um pouco este prazo quando chegarem as festas de final de ano, quando o fluxo de vendas aumenta significativamente, é isso ou você investe em estrutura para poder cumprir os prazos prometidos aos clientes, mas nunca, em hipótese alguma atrase as entregas, isso é fatal para um comercio on-line.

Se você cumprir tudo o que a propaganda de sua loja promete, pode ter certeza de que você terá clientes fiéis por muito tempo e o melhor, estes clientes fiéis trarão muitos outros clientes em potencial.

Agora mãos  à obra e ótimas vendas! 

 

Mini-eBook '10 dicas para empreendedores'

 

Gostou desse artigo? Compartilhe!

Topo