Google+

Agora você é o chefe

Agora você é o chefe

Ok, você já tem o seu próprio negócio. Agora você é o chefe. Mas será que sabe como lidar com seus funcionários? Selecionamos algumas dicas de etiqueta para chefes em apuros, algo do tipo:

“Virei Chefe, e Agora?”

“Como se Tornar um Grande Chefe.”

“Manual do Chefe em Apuros”: uma rápida espiada nas estantes de qualquer livraria é o suficiente para perceber que ser chefe está longe de ser uma tarefa fácil.

Uma das maiores dificuldades dos empreendedores é encontrar o tom certo no relacionamento com os funcionários.

Devo ser amigável?
Posso fazer peguntas pessoais?
Como lidar com as fofocas?

Elaboramos uma lista com nove dicas que podem ajudar você a criar um ambiente de trabalho saudável e animado na sua empresa, é claro que o relacionamento líder/colaborador não se resume a apenas nove tópicos, mas esperamos que isso possa tornar sua tarefa um pouco mais fácil. Dica de leitura, no final do artigo você vai encontrar algumas dicas de bons livros que abordam esse assunto de forma mais detalhada.

1- Não fique escondido atrás da sua mesa

A mesa do chefe é o seu porto seguro, onde ele pode se refugiar para analisar os problemas ou simplesmente esvaziar a mente. Mas um chefe que nunca deixa sua mesa (ou sala) causa uma péssima impressão entre os funcionários. Quando for receber um cliente importante ou ter uma conversa decisiva com um funcionário, o melhor é deixar seu refúgio e levá-lo para outra sala, onde vocês possam sentar lado a lado.

2- Quem fica atrás de uma mesa se torna imediatamente inacessível.

Sempre que puder, jogue conversa fora, um bate-papo casual é a melhor maneira de criar algum tipo de conexão com os funcionários. Mas é melhor evitar assuntos mais pessoais: vale falar sobre o tempo, esportes, viagens ou outros assuntos leves. Isso cria um ambiente agradável e abre um canal de comunicação direto com os colaboradores.

3- Evite e-mails muito informais

Usar emoticons ou abreviaturas em e-mails de trabalho está fora de questão. Se for o primeiro e-mail que manda para a pessoa, então, nem se fala. Nesses casos, é melhor adotar uma linguagem mais formal. Aos poucos, as mensagens podem se tornar mais amigáveis, mas sempre dentro de certos limites.

Gostou desse artigo? Compartilhe!

Topo