Google+

O manual do YouTube que pode ajudar você a ser notado nas redes sociais

3 passos para impulsionar o seu engajamento nas redes sociais, segundo o manual do YouTube

Um manual do YouTube mostra como você pode se tornar 'mais estratégico', com as mesmas atitudes que você já está adotando, nas mídias sociais.

É o equivalente on-line de uma partida futebol: se você tweeta, atualiza seu status, e posta vídeos, mas nada acontece, então será que você realmente está jogando direito?

Se os seus esforços de mídia social não estão fazendo barulho suficiente, você deveria dar uma olhada no "Creator Playbook for Brands"*, do YouTube, que é projetado para ajudar as empresas a atingir e envolver as pessoas no próprio YouTube.

Felizmente, uma grande parte dos conselhos aplicam-se igualmente bem a outros canais de comunicação digital. Se você parece estar postando dia e noite, mas não está ganhando uma audiência, ou se você tem um público, mas isso não parece importar, você precisa ler isso, e rápido. 

Aqui estão algumas dicas importantes tiradas da página 90 do manual.

Identifique seu público. 

Estude o conteúdo que é semelhante ao que você está criando ou planeja criar e tente descobrir quem já está envolvido com ele.

E depois se pergunte:

 - Essas pessoas são exatamente as que fazem parte do público que você está tentando impactar?

-  Ou elas são completamente diferentes daquelas que você está buscando?

-  Qual é o tipo de conteúdo que o seu público já está consumindo?

Seja o curador do seu conteúdo. 

Olhe para o seu conteúdo existente, e dê uma boa olhada em quem você está conseguindo atingir.

E se são essas as pessoas que você está tentando alcançar. Como você pode ajustar o seu conteúdo para ter um apelo mais forte para este público?

Defina a sua estratégia e não perca o foco. 

Projete cada elemento do seu conteúdo especificamente para as pessoas que você está tentando alcançar.


 

Dando início ao engajamento:

Faça uma conexão emocional. "A psicologia cognitiva mostra que as pessoas estão mais propensas a lembrar de algo que causou uma forte resposta emocional", diz o manual. Histórias positivas são mais propensas a serem compartilhadas do que as negativas.

Peça feedback. 

Não basta assumir que os seus fãs, seguidores, usuários e clientes sabem que você quer ouvi-los. Você deve dizer claramente quais as impressões que você tem a respeito deles.

Dê mais atenção. 

Você não pode pedir feedback e, em seguida, ignorá-los. Navegue no YouTube, e você vai encontrar muitas empresas que ignoram completamente os comentários de seus espectadores, responda prontamente aos comentários no Facebook, Youtube, Twitter e em todas as outras plataformas em que sua marca está. Se você está esperando comentários, você precisa responde-los, para desenvolver relacionamentos:

Ofereça recompensas. 

Você provavelmente tem uma ideia de quem são seus seguidores mais engajados, e espero que você já esteja respondendo a seus comentários.

Agora, dê um passo adiante e compartilhe as novidades com eles, antes mesmo de começar a distribuir seu conteúdo em todas as redes sociaisEm essência, você está construindo um clube de fidelidade, muito mais sofisticado do que simplesmente dizer: "Compre 10 unidades que a décima primeira é grátis".

Colaborar. 

Será que seus fãs sempre leem conteúdos feitos por outros editores? Estenda a mão para essas pessoas e estabeleça uma parceria com elas. Além disso, alguns de seus maiores fãs/seguidores também podem ser criadores de conteúdo, então por que não segui-los também?


*"Creator Playbook for Brands"
(http://think.storage.googleapis.com/docs/creator-playbook-for-brands_research-studies.pdf)  

Escolha ideal para quem está começando um novo negócio.

Gostou desse artigo? Compartilhe!

Topo