Google+

Pheed. Você conhece? A nova febre das redes sociais

Você conhece o Pheed?? A nova febre das redes sociais  Grande parte dos usuários do Facebook está migrando para outras redes sociais, que utilizam plataformas com 'mecânicas' diferentes e mais inovadoras,

Grande parte dos usuários do Facebook está migrando para outras redes sociais como o TSU (que também promete pagar para você postar conteúdo e convidar seus amigos), que utilizam plataformas com 'mecânicas' diferentes e mais inovadoras, isso foi divulgado pelo próprio Facebook recentemente e os adolescentes são o grupo que compõe em sua maioria esta debandada de usuários. 

Instagram e WhatsApp são exemplos de serviços que tem atraído esse público, mas há ainda outras plataformas que estão despontando e prometendo incomodar, e muito os grandes como Google+, Twitter e claro o Facebook.

Este é o caso do Pheed (se lê 'fid'...), que está disponível em dispositivos móveis com sistema operacional iOS (Apple) – e, nos próximos 20 dias, também Android (Google), conforme a empresa revelou a alguns dias.

A nova rede social foi criada por um grupo de programadores chefiados por O.D. Kobo (conhecido por investir em startups asiáticas), na App Store o Pheed foi o aplicativo mais baixado em fevereiro nos Estados Unidos, Canadá e Grã-Bretanha, ou seja nos três países que realmente ditam tendências na internet.

Utilizando estratégias muito parecidas com as do Facebook, o serviço conseguiu chegar ao topo, em bem puco tempo, “Nosso objetivo é reproduzir em nosso ambiente (boas) ideias surgidas em outras plataformas”, afirmou Chrysta Olson, diretora de comunicação do Pheed.

Do Twitter eles copiaram o poder de sintaxe, com a diferença de que no Pheed você tem até 420 caracteres,
três vezes maior do que o permitido pelo Twitter;

Do SoundCloud veio a possibilidade de compartilhamento de trechos de músicas;

Do Vine, o compartilhamento de vídeos, como é feito no Twitter;

A grande diferença é que no Pheed você não tem amigos, você assina perfis, (é, isso faz toda a diferença mesmo!?), alguma semelhança com o Facebook não é mera coincidência, este recurso era conhecido até bem pouco tempo no Facebook como 'Subscribe', e que agora tem outro nome, 'Seguir'.

Mas além dessas 'incríveis novidades' o usuário ainda pode usar o Pheed para 'alimentar' outros perfis como do Facebook e Twitter, e isso, “É mais um dos motivos pelos quais ele cresce”, explica Chrysta. Na verdade acho que a ideia inicial do serviço era justamente essa, servir como um app de distribuição de conteúdo em diversas redes sociais, daí vem o nome, mas em algum ponto do caminho novas ideias surgiram e...


A grande 'sacada' do site foi convidar alguns nomes bem populares entre o público adolescente, como é o caso de celebridades como a cantora americana Miley Cirus e o produtor musical francês David Guetta que se tornaram rapidamente assíduos usuários.

Com tantas 'inovações' reunidas em só lugar, isso só poderia despertar mesmo o interesse da garotada. Segundo a empresa, 84% da base de mais de 1 milhão de usuários tem entre 14 e 25 anos de idade.

 

ZoopCreativeJob-pheed

 

-Mas nem tudo é 'crtl+c' no Pheed, o modelo de negócios da empresa é algo bem inovador, por exemplo:

-Você pode adquirir uma conta paga com taxas que variam entre 2 dólares por dia (equivalente a 4 reais) e
35 dólares por mês (70 reais);

-Você pode 'cobrar' por visualização de conteúdos em seu perfil, como a transmissão ao vivo de um evento;

-Há quem diga que este recurso pode ser interessante para empresas que estão lançando produtos novos...!!!???

O usuário fica com a metade de todo o valor arrecadado com a cobrança de visualização de conteúdo em seu perfil, o resto vai pro pessoal do Pheed, afinal ninguém é de ferro...

Uma coisa legal é que ao contrário de outras redes sociais, que ganham dinheiro com o que VOCÊ publica, é que no Pheed, você é o dono do conteúdo e eles fazem questão de deixar bem claro isso, até disponibilizaram uma funcionalidade que permite ao usuário estabelecer 'propriedade intelectual', eles criaram um botão chamado “copyright este Pheed”, na área de postagem de conteúdos que serve justamente para lembrar que tudo o que você publicar na plataforma é de sua autoria.

Ainda não dá para saber se o Pheed vai  fazer frente aos gigantes das redes sociais, a verdade é que está crescendo muito junto ao público que tem o maior poder de impulsionar novidades e tendências. Agora, é esperar para ver.

 

Gostou desse artigo? Compartilhe!

Topo